1 ano de Maria Musiqu3 com I m v3rTigO, Th3 3nt3rT3in3r e Schm3icha3L

  10997629_1592741554338829_1247463038326140349_n

Filipa de Oliveira, Jorge Dias e Pedro Miguel formam uma tríade no Djing das noites Maria Musiqu3. Pretendem “dar a conhecer um público diferente” e revelaram ser necessário negociar com os que, fielmente, frequentam a sua pista de dança todas as sextas-feiras. Este ménage musical, que oferece uma das melhores noites de diversão nocturna de Leiria, festeja esta semana o seu primeiro ano de modas alternativas. Em conversa com Moonspire, falaram um pouco sobre o balanço da experiência e até desmistificaram as características dos seus Rock’n’Rollers de sexta-feira.

Quem é a Maria Musique?

Jorge: Maria Musique é a pessoa que o Facebook aceita. É uma pessoa multiplicada por três – uma pessoa colectiva. Sabíamos que era coisa para pegar, “Vamos ali ao Maria Musiqu3!”.

Como funciona a vossa rotatividade no Djing?

Filipa: No início sou sempre eu com o Pedro porque o Jorge está a trabalhar. Depois, quando chega o Jorge, logo se vê.

Pedro: No fundo, quem tem mais amigos na sala é quem vai passar som. Olhamos para a sala, onde estão determinados grupos, e vamos (dentro das nossas escolhas e da nossa identidade), passando para quem está.

Qual o contributo pessoal de cada um?

Pedro: Cada um traz a sua experiência passada. O Jorge, que vem da área da comunicação organizacional, lembrou-se de nos juntar aos 3.

Jorge: Sempre vi nos sets deles que eram pessoas eclécticas e de mente aberta, mesmo tendo algum tipo de preferência musical. Conhecemos sempre as músicas que o outro está a passar. Temos sempre interesse de divertir as pessoas à nossa frente sem perder identidade. O Pedro tem algo muito bom, gosta de dar a conhecer música, mas também sabe que isso só não funciona. Temos de ter uma postura Pop. Eu sou sempre quem pergunta “O que é isto?”.  O meu nome é th3 3nt3rtain3r porque a minha força é entreter. Não me interessam grandes posturas pseudo-intelectuais. As pessoas não dançam aquilo que não conhecem.

Pedro: Quando tens de dar a conhecer, tens de negociar com o público (mesmo que ele não saiba). Nota-se uma quebra na pista quando há músicas menos conhecidas ou novas. Eu passo música desde 97 e nunca passei uma música da qual não gostasse e disso não prescindo, mas sei onde estou e sei o público que tenho. Tenho que negociar. A Filipa e o Jorge também. Temos a felicidade de morar numa cidade que já tem uma certa tradição na área Rock e conseguimos fazer o trabalho que idealizámos.

10959697_1553969244882727_7669759241305331545_n

Alguma vez aconteceu um de vocês querer passar uma música específica que um dos outros usou? “Ah, bolas, eu queria passar aquela…” 

Pedro: Eu e a Filipa temos os mesmos CD’s. Temos de estar com atenção ao que o outro está a passar.

Jorge: Toda a gente no público sabe que quem passa música sou eu, porque sou eu que tenho um computador. A malta mais nova cresceu com a ideia de que o DJ é quem tem o computador, mesmo que seja o computador das luzes.

Qual o balanço das noites Musique até agora?

Pedro: Vamos fazer um ano e estamos muito contentes. Temos tido pessoas muito fiéis e estamos agradecidos por cá andar.

Filipa: Nunca pensei que corresse tão bem! O staff que trabalha connosco adora estar ali e adora os clientes. Dizem que são pessoas muito mais educadas! Quisemos dar a conhecer um público diferente do que costuma frequentar a casa.

Pedro: Nunca tivemos problema nenhum, ninguém se chateou. No Rock, carga de ombro não é falta. Isto é bom para desmistificar aquela ideia de que o Rock é cruel e violento.

Uma música que nunca passariam no Musiqu3?

Jorge: Badoxa – “Controla”.

Filipa: Tindersticks. Nunca passaria Tindersticks.

Pedro: Tenho um ódio de estimação por Deftones.

Música preferida do momento?

Jorge: System of a down – “Violent pornography”.

Filipa: “No fun” – Iggy Pop.

Pedro: Nils Frahm, “Toilet Brushes – More”.

 11174828_1596127504000234_63152617110792290_n

Como se vai festejar um ano de Maria Musique?

Filipa: Vamos ter concerto de Stone Dead, nós, e festa! Marcamos a data com uma banda que é bastante próxima de nós e que se identifica connosco.

Já tiveram algum contratempo ou alguma história engraçada que queiram partilhar?                                            

Pedro: Por vezes pedem-me para passar uma música que não tenho. Dizem-me “mas eu tenho!” e passam-me o telefone para a mão.

Filipa: Ou até passam o telefone com o Youtube aberto.

Jorge: Isto é uma tendência, uma geração de jukebox digital. As casas precisam tanto de pessoas em certos sítios que fazem tudo para agradar, ao extremo.

Filipa: Outra coisa engraçada é ver a malta, já bêbeda, a cantarolar – “Eu quero aquela: ajfdfajkakskldkdldlaçm”. Na cabeça deles está tudo super claro.

Pedro: Também há o pessoal que quer conversar!

Jorge: A culpa é nossa, que somos fofinhos. Também existe aquela do “Mete Arcade Fire!” quando já está a dar. “Mas era aquela…”. A pessoa nem sabe que o que está a tocar é Arcade Fire.

Pedro: Trabalhar com pessoas nunca foi fácil. Há uma tendência muito curiosa: quando está bom, as pessoas decidem estragar. Estão numa discoteca, passam 2, 3, 4 músicas de que gostam e querem ir pedir uma. Em vez de esperarem pela quinta, vão pedir. Não se deixam estar. Não confiam no DJ.

Jorge: Sou conhecido como DJ Cut’s por alguma razão. Uma vez, uma pessoa ficou indignada porque corto as músicas. Às vezes penso que só aquele riff podia acordar toda a gente. Lá vem a malta do Rock dizer que o Rock não se corta. Depois vão se queixar ao Pedro Miguel, que lhes diz que também corta as músicas. Dizem-lhe “Tu cortas com mais estilo”.

11025996_1597270533885931_2509168827766421821_o

Maria Musiqu3 @ Facebook

 Fotografias de Nuno Brites | IN TOUCH Photography
Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s